Voltar

Blog

Quanto custa um caminhão parado?

Carregar ou descarregar um caminhão leva tempo e são diversos os fatores que podem influenciar, mas para que tudo não vire uma bagunça, em 2015 foi criada a Lei 13.103, que é conhecida como "Lei do Motorista". Através dela é possível conhecer as determinações para a jornada máxima diária, os prazos de descanso e de carga e descarga.

Como o assunto de hoje é o custo de um caminhão parado, não vamos falar de intervalo de jornada ou descanso, mesmo assim, é bom destacar que as pausas para o motorista descansar ou os limites de jornada não são considerados "tempo parado" e devem ser respeitados, pois são questões ligadas diretamente à segurança.

Mas o que é tempo parado?

Estamos falando do prazo destinado aos processos de fiscalização e do período dedicado à carga e descarga do caminhão. O tempo de espera máximo para esta última é determinado por lei.

O que a redação atual da “Lei do motorista” nos diz sobre isso?

“São considerados tempo de espera as horas em que o motorista profissional empregado ficar aguardando carga ou descarga do veículo nas dependências do embarcador ou do destinatário e o período gasto com a fiscalização da mercadoria transportada em barreiras fiscais ou alfandegárias...” e também que “O prazo máximo para carga e descarga do Veículo de Transporte Rodoviário de Cargas será de 5 (cinco) horas, contadas da chegada do veículo ao endereço de destino...”.

Sempre que o tempo de imobilização do veículo que estiver sendo carregado ou descarregado superar o prazo previsto em lei, deve-se cobrar uma taxa adicional para o ressarcimento do tempo a mais gasto no processo. Desde abril/22, o valor para pagamento do tempo adicional de carga e descarga é de R$2,12, conforme publicação da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

Agora que sabemos o básico sobre o assunto, vamos para as contas. Para calcular o custo de um caminhão parado, é necessário conhecer o custo da diária. Chegamos a este número somando todos os custos do caminhão, dos impostos e do seguro, de manutenção e do salário do motorista. A lista parece grande, por isso, vamos falar um pouco mais de cada item para que a matemática se torne simples.

DEPRECIAÇÃO DO CAMINHÃO

Com o passar dos anos, o caminhão perde valor. Depois de algum tempo, você precisará investir dinheiro para comprar outro caminhão igual. Se pensarmos em modelos iguais, a diferença entre o valor do caminhão novo e do valor do usado é a depreciação. Imagine que você comprou um caminhão há 5 anos, pelo valor de 100 mil. Hoje o seu caminhão usado vale 80 mil e um modelo novo, igual ao que você tem, custa 120 mil. Isso significa que seu caminhão perdeu valor e você precisará investir 40 mil para comprar um caminhão igual, novo. Essa diferença de 40 mil é a depreciação que seu caminhão sofreu em 5 anos.

Divida o valor pelo tempo em meses (5 anos tem 60 meses). 40 mil dividido por 60 da R$ 666,67 por mês. Esse é o custo de depreciação do seu caminhão (lembramos que isso é só um exemplo).

CUSTOS FIXOS

Chamamos de custos fixos aqueles que existem mesmo com o caminhão parado. Estamos falando de IPVA, DPVAT, Licenciamento, seguro do caminhão e da carroceria, se for o caso.

Esses valores são pagos anualmente, então some tudo e divida por 12 para conhecer o valor mensal.

DIÁRIA DO MOTORISTA

Seu motorista precisa de hospedagem e alimentação. Esses custos podem parecer pequenos, mas devem entrar na conta, já que você não os teria se o caminhão não estivesse parado.

FAZENDO AS CONTAS

Até aqui você levantou alguns custos mensais do caminhão e mais a diária do motorista. Para colocar tudo junto é preciso descobrir qual é o custo da HORA do caminhão.

Os custos mensais devem ser divididos por 22. É comum pensar em dividir por 30, mas lembre-se que o descanso, além de necessário, é exigido pela lei. Por isso, considere apenas 22 dias trabalhados no mês.

Pronto, você já tem os custos diários. É hora de descobrir o custo por hora. Na hora de fazer os cálculos, lembre-se que você não trabalha 24 horas por dia, por isso, considere apenas a média de horas diárias trabalhadas.

Ao dividir o custo diário pela quantidade de horas trabalhadas no dia, você chega no custo por hora.

Para calcular quanto custa um caminhão parado basta somar este número com as demais perdas, como por exemplo, os gastos a mais com hospedagem e alimentação.

NA PONTA DO LÁPIS

Conhecer seus custos é fundamental para fazer a boa administração financeira do seu negócio. Embora isso pareça óbvio, existem diversas contas que não fazem parte das "contas obrigatórias" e, para algumas empresas, o caminhão parado é um acompanhamento desconhecido. Quando isso acontece, o lucro é menor que o esperado e nem sempre os administradores sabem identificar os motivos... e se não conhecemos as causas, é impossível solucionar um problema.

Seja rígido com seus controles financeiros. Uma gestão financeira sólida permite melhor controle de preços e de manutenção de lucros e alguns efeitos colaterais desta postura são: oferecer preços competitivos, fechar mais negócios e ter uma empresa financeiramente saudável.

Receba artigos sobre o mundo automotivo antes de todo mundo! Componentes, peças e guias completos com dicas para cuidar do seu carro escritas por profissionais da área.
Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.
Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Categorias

Posts Recentes

O cliente confia em quem transmite segurança!
Todo dia é dia do caminhoneiro
Quanto custa um caminhão parado?
O Brasil já está preparado para o carro elétrico?
Popularização do carro elétrico

Outras notícias

15/07/2022
O cliente confia em quem transmite segurança!
O Hotel George V, em Paris, é um lugar para poucos. Entre os hotéis mais caros da cidade, o local oferece luxo infinito, mas ricos e famosos não se impressionam com decoração opulenta.
8 minuto(s) para ler
30/06/2022
Todo dia é dia do caminhoneiro
Existem centenas de datas comemorativas e os motivos para criá-las são variados. Há datas que se destacam por motivos religiosos, algumas são escolhidas por razões políticas, sem motivos aparentes.
4 minuto(s) para ler
30/05/2022
O Brasil já está preparado para o carro elétrico?
A década de 80 dava seus primeiros passos. O Del Rey era a novidade do mercado e o Gol ainda era quadradinho.
7 minuto(s) para ler
16/05/2022
Popularização do carro elétrico
Até meados dos anos 40, os diamantes não eram eternos. Esta frase faz referência à campanha "Um diamante é para sempre", criada pela agência de publicidade N.W. Ayer, em 1947, a pedido da De Beers, uma empresa envolvida na mineração e comércio de diamantes.
9 minuto(s) para ler

KOSTAL Eletromecânica LTDA - CNPJ: 60.852.274/0001-30
Avenida Redenção, 495, São Bernardo do Campo/SP
Copyright© 2022 - Kostal Todos os direitos reservados
Agência WebSide
Utilizamos cookies para analisar sua interação com nosso site e melhorar o conteúdo oferecido. Também usamos dados pessoais, conforme a Política de Privacidade e Uso dos Sites KOSTAL. Ao continuar a navegar, você concorda com nossa Política.
Saiba mais
Estou de acordo