Voltar

Blog

Por que os fabricantes e lojistas devem atuar nos marketplaces?

O Marketplace é uma espécie de Shopping Center Virtual. Esse modelo de negócios que permite ao visitante comprar de muitas fontes diferentes de forma simples, chegou ao Brasil chegou ao Brasil na virada do século. Para quem vende, o Marketplace é um canal milionário de vendas que pode mudar positivamente os resultados de qualquer empresa. Para se ter uma ideia do potencial deste tipo de plataforma, 95% dos brasileiros que compram online usam marketplaces (Os números são da pesquisa "UPS Pulse of the Online Shopper 2019", realizado pela PwC em parceria com a UPS, multinacional americana de logística).

As vantagens para quem vende são muitas. Vamos falar a respeito dos motivos pelos quais sua estratégia de vendas deve incluir os marketplaces, por isso, faça um esforço e prepare-se para trabalhar: a recompensa vale a pena!

COMEÇO MAIS FÁCIL

Você pode começar a vender online usando um marketplace com muita facilidade, sem precisar criar uma estrutura de e-commerce. Isso diminui sua preocupação com integrações, já que as principais funcionalidades de uma loja virtual, códigos, recursos de segurança e integração com meios de pagamento já estão disponíveis.

INVESTIMENTO REDUZIDO

Seu investimento global é menor, pois os investimentos em marketing, tecnologia e mídia (publicidade) são dispensados nesse modelo: as plataformas fazem o investimento, pois são remuneradas com porcentagem e comissões sobre vendas, por isso é de interesse dessas plataformas criar meios para que você venda mais.

ALCANCE SEM FRONTEIRAS

Uma vez que as marcas por trás dos marketplaces são grandes e conhecidas e os investimentos em publicidade e marketing são gigantescos, é possível alcançar um enorme volume de clientes rapidamente. Nesta escala, existem muitas pessoas interessadas nos seus produtos, não importa o que você vende. A diversidade de clientes, inclusive, é mais um atrativo, já que abastece a plataforma com uma audiência de interesses plurais, abrindo as portas para diferentes segmentos de negócios com foco em vendas.

UM NOVO PONTO DE VENDAS

Ao ingressar em um marketplace, você oferece ao mercado um novo ponto de acesso aos seus produtos. Com mais pontos disponíveis, você aumenta a capilaridade do seu negócio, atingindo mais pessoas e, consequentemente, gerando mais oportunidades.

EXPOSIÇÃO DE MARCA

Grande parte de quem compra em um marketplace percebe apenas a marca da plataforma, mas há muitos consumidores que se interessam por saber quem é o responsável pela venda. Neste caso, sua marca acaba sendo conhecida por pessoas que não chegariam até você de outra forma.

MAIOR RETENÇÃO DE CLIENTES

Como as plataformas são abastecidas com itens amplamente variados, é possível dizer que o consumidor médio acaba sendo seduzido pela oferta e, além de permanecer no site por mais tempo a cada visita, retorna mais vezes em busca de oportunidades. Com o aumento da frequência média de visitas e da duração de cada acesso, há o aumento da chance de novas vendas serem realizadas.

ACESSO A ESTUDOS ESTRATÉGICOS

As plataformas entregam a seus clientes relatórios de desempenho que indicam os produtos mais vendidos por categoria. Essa informação permite a reorganização do seu cardápio de vendas, trazendo oportunidades para quem disponibiliza os itens de maior retorno. Na prática, você pode reorganizar a lista de produtos que divulga para se alinhar com o comportamento do consumidor, aumentando suas chances de sucesso.

EXPOSIÇÃO EM SITES BEM INDEXADOS

Devido aos massivos investimentos das plataformas em SEO (otimização para sites de buscas), tanto o marketplace como os itens divulgados (entre eles, os seus produtos) recebem destaque nos resultados de busca. Produtos com bom desempenho nas buscas recebem mais acessos. A matemática aqui trabalha em favor do seu sucesso.

AUMENTO DO VOLUME DE VENDAS

No fim das contas, um dos benefícios mais importantes para quem vende em um marketplace é o impacto nas vendas. Em decorrência do grande volume de visitas e da diversidade de consumidores, os produtos à venda recebem exposição massiva e o aumento no volume de vendas é uma consequência natural.

Pronto... esse é o resumo da história. Vender em uma plataforma de marketplace é um divisor de águas para muitas empresas. Pequenos negócios deixam de ser limitados por sua estatura e tem acesso a recursos e ferramentas inimagináveis. Ficou curioso? Está ansioso para ver todo este potencial transformado em resultados? Então vamos encerrar com uma "receita de bolo"... mas você pode ir além: seu faturamento agradece!

ARREGACE AS MANGAS E ENTRE NO JOGO!

Cada plataforma tem suas regras e detalhes, mas isso não nos impedirá de dar a receita do bolo. Criar um passo-a-passo que funcionasse em todos os marketplaces seria impossível, mas algumas dicas se encaixam nesta empreitada, não importa qual será a plataforma escolhida. Por isso, vamos conversar sobre algumas estratégias que você pode adotar.

Antes de qualquer movimento, é preciso "arrumar a casa". Controles de inventário, gerenciamento de vendas e atendimento ao cliente são alguns dos ingredientes fundamentais para tudo dar certo. Se você tem deficiências com o volume atual de vendas, essas falhas serão mais visíveis quando o volume aumentar. Por isso, seja sincero e faça uma análise realista do seu negócio. Organização e controle são diferenciais competitivos.

Indo adiante, analise as plataformas disponíveis. Os gigantes do mercado são sedutores, por isso é válido considerar todos os nomes conhecidos em um primeiro movimento, mas fique ligado no desempenho de cada marketplace e não hesite em desativar os canais que não dão resultado. Um prazo bom para analisar o retorno da operação fica entre 3 e 6 meses.

É fundamental fazer o dever de casa, ou seja, fazer a sua parte. Isso significa trabalhar cada produto com capricho, usando fotos de qualidade, títulos chamativos, descrições completas e bem escritas e palavras-chave que ajudem os algoritmos de busca. Nessa questão, sugerimos estudar as diretrizes de cada plataforma no tocante às características do cadastro e duas outras fontes importantes de informação: os anúncios dos concorrentes e os tutoriais de SEO, SEM e Copywriting, disponíveis na internet. Calma... vamos explicar melhor.

ANUNCIOS DOS CONCORRENTES - Estamos falando do concorrente direto em cada produto, ou seja, o concorrente de uma chave de seta pode ser um, enquanto o adversário em um anúncio de alarme para moto é outro. Veja os anúncios mais bem posicionados e estude-os: veja como o título foi escrito, quais foram as palavras usadas. Faça o mesmo com a descrição, analisando o conteúdo e o tamanho. Observe a quantidade de fotos e a qualidade. Por fim, veja se há tags (palavras-chave) sendo usadas como filtro. Os anúncios melhor posicionados estão em destaque por algum motivo relacionado à sua qualidade. Aprenda com quem está na frente.

TUTORIAIS - SEO (otimização para ferramentas de busca), SEM (marketing para ferramenta de busca) e Copywriting (técnicas de redação persuasivas) ensinam como criar o conteúdo de seu anúncio. É preciso pensar sempre no usuário, ou seja, escrever como se estivesse falando com uma pessoa, mas sem deixar de lado o algoritmo que posiciona os anúncios na plataforma (escrever como se estivesse falando com um computador). Os melhores tutoriais explicam bem como isso funciona e podem ajudar a melhorar muito o conteúdo de seus anúncios.

Nós aconselhamos fortemente que você estude estas questões antes de começar, mas se a ansiedade estiver grande, lá vai a receita do bolo:

1) Faça boas fotos: produtos iluminados, sem reflexos, com fundo neutro. Mostre a visão geral (frente e verso, se for o caso), os detalhes e, se fizer sentido, a embalagem. Use várias fotos no anúncio, colocando a melhor e mais atraente como a principal.

2) Título matador: veja quantos caracteres o campo "título" permite e aproveite todo o espaço. Evite adjetivos ("o melhor", "o mais barato", "incrível" etc) e use as palavras que forem importantes para aquele produto. Estamos falando do nome comercial, do nome usado pelo mercado e das características importantes. Vamos dar um exemplo com uma TV... primeiro, um exemplo ruim: "TV Gigante para ver a Copa. Show de tela, imagem de cinema". Agora um exemplo melhor, com conteúdo que ajuda o usuário e o mecanismo de busca: "Smart TV LG OLED 65 Polegadas - OLED65A1PSA - 4K, 3HDMI com Google e Alexa. Preço campeão, veja mais". Você pode até achar o primeiro mais divertido e alinhado com o momento, mas o segundo é mais bem estruturado, fala melhor com o algoritmo e pode ser encontrado com mais facilidade pelo usuário.

3) Descrição: siga o mesmo entendimento do título, mas combine um texto vendedor (a primeira parte) com aspectos técnicos (a segunda parte). Em algumas plataformas é possível colocar informações técnicas em campos específicos. Ao trazer informações técnicas, coloque tudo que puder (peso, dimensões, restrições, aplicações etc.).

4) Aprimore sempre: ao publicar o anúncio, acompanhe o desempenho de exibições, cliques e, principalmente, vendas. Dê uns dias (uma semana, 10 dias) e veja como pode melhorar o anúncio para obter melhores números. Muitas vezes uma foto melhor ou um título diferente muda tudo... e muda para melhor. Acompanhe cada anúncio e fique de olho, buscando melhorias sempre.

Ufa.. é isso! Se tudo for feito corretamente, você atrairá novos clientes, aumentará suas vendas e ampliará as fronteiras do seu negócio. Pesquise, estude, navegue pelas plataformas que gosta. Visite os gigantes e o pessoal do seu setor. Observe seus concorrentes. Plataformas de marketplace são perfeitas para trazer vida e resultados para a sua operação. Boas vendas!

Receba artigos sobre o mundo automotivo antes de todo mundo! Componentes, peças e guias completos com dicas para cuidar do seu carro escritas por profissionais da área.
Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.
Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Categorias

Posts Recentes

Carros Híbridos e Elétricos: Tipos de tecnologias e vida útil das baterias.
KOSTAL é destaque na Autopar 2024
VW Polo Track lidera as vendas de veículos novos
A evolução dos combustíveis usados nos automóveis
O Brasil e os automóveis eletrificados

Outras notícias

11/06/2024
Carros Híbridos e Elétricos: Tipos de tecnologias e vida útil das baterias.
Vamos adentrar agora na legião de combustíveis utilizados ao decorrer dos anos. E que tal descobrir mais sobre a vida útil das baterias de carros elétricos? Será que elas viciam, igualmente as baterias dos smartphones?
9 minuto(s) para ler
29/05/2024
KOSTAL é destaque na Autopar 2024
A maior feira do aftermarket da América Latina nos anos pares
2 minuto(s) para ler
20/05/2024
VW Polo Track lidera as vendas de veículos novos
KOSTAL no carro mais vendido!
3 minuto(s) para ler
23/04/2024
A evolução dos combustíveis usados nos automóveis
descubra como a evolução dos combustíveis está moldando o futuro dos automóveis
5 minuto(s) para ler

KOSTAL Eletromecânica LTDA - CNPJ: 60.852.274/0001-30
Avenida Redenção, 495, São Bernardo do Campo/SP
Apple Google
BAIXE NOSSO
APLICATIVO
Copyright© 2024 - Kostal Todos os direitos reservados
Agência WebSide
Utilizamos cookies para analisar sua interação com nosso site e melhorar o conteúdo oferecido. Também usamos dados pessoais, conforme a Política de Privacidade e Uso dos Sites KOSTAL. Ao continuar a navegar, você concorda com nossa Política.
Saiba mais
Estou de acordo